Arquivo da categoria: Conflitos

Elza Goersch – 2º Ano – Guerra Fria

Material auxiliar para prova global do 2º Ano (1º período)

 

mapas

Guerra Fria

Arquivo 1 (TD):

Botao-Download

 

Arquivo 2 (Slide em PDF):

Botao-Download

Páginas correspondentes no livro didático: 29 a 47

© Copyright Prof. Henrique D. F. Souza

Elza Goersh – 3º Ano – Etnia, Diversidade Cultural e Conflitos

Material auxiliar para prova global do 3º Ano (1º período)

ne-277-diversidade-etnico-racial-01

Etnia, Diversidade Cultural e Conflitos

Botao-Download

Páginas correspondentes no livro didático: 11 a 28

© Copyright Prof. Henrique D. F. Souza

Elza Goersch – 2º Ano – Mundo entre Guerras

Material para prova parcial do 2º Ano (1º período).

Mundo entre Guerras

modelo_de_tanque_tamiya_35299_segunda_guerra_mun

Botao-Download

Páginas correspondentes no livro didático: 11 a 28

© Copyright Prof. Henrique D. F. Souza

Novo programa da GloboNews “Que mundo é esse?” mostra realidades diferentes da nossa

No próximo domingo, dia 26, a GloboNews estreia o programa ‘GloboNews Que Mundo É Esse?’, que leva André Fran, Felipe UFO e Michel Coeli ao Curdistão para contar, em quatro episódios semanais, as inacreditáveis histórias sobre os curdos, o maior povo do mundo sem uma nação. São mais de 30 milhões de pessoas que buscam sua independência e o reconhecimento de seus direitos e hoje vivem entre a Síria, Irã, Armênia, Turquia e Iraque.

Terroristas, refugiados, vítimas de genocídio, guerreiros da liberdade. Cenas de violência, lutas e manifestações que levam o público a questionar: que mundo é esse? Paralelamente à exibição do programa, o canal promove uma exposição no Jardim Botânico do Rio de Janeiro, com fotos feitas por Michel Coeli durante a viagem. A exposição fica em cartaz até o dia 24 de agosto.

O projeto ‘GloboNews Que Mundo É Esse?’ tem o objetivo de mostrar as realidades mais polêmicas e surreais do mundo caótico em que vivemos. Nesta jornada, ao longo dos 15 dias de viagem, o trio testemunha questões importantes da história dos curdos. Na Turquia, onde a viagem começa, registram o momento em que o partido pró-curdo conquista, pela primeira vez, o direito de ter representantes no Parlamento. Para comemorar, a população sai às ruas da capital extraoficial do Curdistão Turco, em uma celebração digna de final de Copa do Mundo.

DESCRICÃO AQUI
Michel Coeli, Felipe UFO e André Fran no Curdistão. Crédito: Globo/ Michel Coeli

Continuar lendo Novo programa da GloboNews “Que mundo é esse?” mostra realidades diferentes da nossa

Ilha de Ascensão: Como eles espionam

Foi a partir da ilha de Ascensão, a 2,5 mil quilômetros do Recife, que agentes de Barack Obama conseguiram bisbilhotar conversas telefônicas e trocas de e-mails da presidente Dilma Rousseff.

a1

A cerca de 2,5 mil quilômetros do Recife (PE), numa região inóspita do Atlântico Sul, existe uma pequena ilha de colonização britânica chamada Ascensão. É lá que os agentes de Barack Obama captam aproximadamente dois milhões de mensagens por hora. São basicamente conversas telefônicas, troca de e-mails e posts em redes sociais. É dessa pequena ilha que os técnicos da NSA, uma das agências de inteligência dos Estados Unidos, vêm bisbilhotando as conversas da presidenta Dilma Rousseff e de alguns de seus ministros mais próximos, segundo especialistas ouvidos por ISTOÉ na última semana. A ilha de Ascensão tem apenas 91 quilômetros quadrados e seria irrelevante se não estivesse numa posição estratégica, a meio caminho dos continentes africano e sul-americano. Ao lado de belas praias, sua superfície abriga poderosas estações de interceptação de sinais (Singint), que se erguem como imensas bolas brancas. Elas integram um avançado sistema de inteligência que monitora em tempo real todas as comunicações de Brasil, Argentina, Uruguai, Colômbia e Venezuela e fazem parte de um projeto conhecido como Echelon (leia quadro à pág. 46), que envolve, além dos Estados Unidos, Reino Unido, Nova Zelândia, Austrália e Canadá.

Continuar lendo Ilha de Ascensão: Como eles espionam

Líbia prendeu mais de 600 migrantes que iam a Europa nos últimos 3 dias

Ao menos dois barcos foram interceptados navegando para fora da Líbia.
País se tornou um dos principais centros para traficantes de humanos.

Migrantes que esperavam chegar à Europa de barco foram presos na Líbia nesta terça-feira (21) (Foto: AFP PHOTO / MAHMUD TURKIA)Migrantes que esperavam chegar à Europa de barco foram presos na Líbia nesta terça-feira (21) (Foto: AFP PHOTO / MAHMUD TURKIA)

A Líbia interceptou nos últimos três dias várias embarcações lotadas de africanos que tentavam chegar à costa da Itália, detendo mais de 600 imigrantes, disse um representante do gabinete de imigração do país nesta terça-feira (21).

O país do norte da África, assolado pela violência e o colapso da autoridade governamental quatro anos após a derrubada de Muammar Gaddafi, se tornou um dos principais centros de ação para traficantes de humanos, que dali embarcam os imigrantes africanos para a Itália.

As forças de segurança líbias detiveram cerca de 70 africanos em Trípoli nesta terça-feira, enquanto aguardavam por traficantes para serem colocados em barcos com destino a Lampedusa, disse à Reuters um alto representante do gabinete de imigração líbio na capital.

 

Continuar lendo Líbia prendeu mais de 600 migrantes que iam a Europa nos últimos 3 dias

Itália resgatou 638 imigrantes em alto-mar na segunda

Balanço foi divulgado pela Guarda Costeira nesta terça.
Capitão e ajudante de navio líbio naufragado foram presos.

 Depoimentos dos sobreviventes ajudaram a definir o número de mortos (Foto: REUTERS/Alessandro Bianchi)Depoimentos dos sobreviventes ajudaram a definir o número de mortos (Foto: REUTERS/Alessandro Bianchi)

Mais 638 imigrantes foram resgatados nesta segunda-feira (20) em alto-mar após seis operações de socorro diferentes, informou nesta terça-feira (21) a Guarda Costeira da Itália em comunicado.

Os imigrantes viajavam a bordo de seis barcos em águas da costa da Líbia e receberam assistência do navio “Fiorillo” da guarda-costeira, de uma embarcação mercante e da Marinha italiana.

As primeiras 93 pessoas resgatadas, entre elas 12 mulheres e duas crianças, foram levadas na noite passada à ilha de Lampedusa, no sul do país.

Continuar lendo Itália resgatou 638 imigrantes em alto-mar na segunda