OBG – Olimpíada Brasileira de Geografia 2015 tem credibilidade ameaçada

AAARo93.png

Após anos de espera, agravados pelo cancelamento da Viagem do Conhecimento, surgiu a tão aguardada OBG – Olimpíada Brasileira de Geografia.

Realizada no dia 20 de maio de 2015  chegou transmitindo grande expectativa para alunos e professores de todo o Brasil. Foram 853 escolas e 44.546 alunos inscritos na competição que prometia selecionar uma equipe para participar da IGeo –  International Geoghraphy Olympiad e da IESO – International Earth Science Olympiad.

O entusiasmo parou por aí: logo após a prova, vários pedidos de anulação e de análise para diversas questões, reclamações quanto as postagens via correio dos gabaritos e diversos adiamentos de divulgação de resultados abalaram a credibilidade da olimpíada em sua primeira edição.

Continuar lendo OBG – Olimpíada Brasileira de Geografia 2015 tem credibilidade ameaçada

Kepler-452b e o futuro da Terra

Imagine poder observar, de uma distância segura, o futuro longínquo da Terra, daqui a 1 bilhão ou 2 bilhões de anos — um futuro potencialmente fervilhante e inóspito, diga-se de passagem. O satélite Kepler, da Nasa, aparentemente fez algo parecido.

Concepção artística de Kepler-452b, um planeta que pode estar se superaquecendo, algo que aconterá à Terra em mais 1 bilhão de anos (Crédito: SETI Institute)

Ele descobriu um mundo um pouco maior que a Terra, em torno de uma estrela parecida com o Sol, numa órbita similar à que nosso planeta executa. Ou seja, lá, como aqui, uma volta inteira leva um ano para se completar (385 dias, para ser mais exato). A principal diferença: a estrela-mãe lá tem cerca de 6 bilhões de anos — 1,5 bilhão a mais que o Sol.

O exoplaneta, localizado a 1.400 anos-luz daqui, recebeu a designação Kepler-452b, e é uma das mais interessantes descobertas feitas durante a última atualização do catálogo de potenciais exoplanetas do satélite, recém-divulgada pela agência espacial americana.

O Kepler detecta planetas-candidatos observando pequenos eclipses causados pela passagem deles à frente de suas respectivas estrelas. Na última parcial, o catálogo de potenciais exoplanetas contava com 4.175 exemplares. A nova atualização — a primeira a levar em conta o total de dados colhidos pelo Kepler em sua missão original, entre 2009 e 2013 — adicionou cerca de 500 novos objetos.

Continuar lendo Kepler-452b e o futuro da Terra

Novo programa da GloboNews “Que mundo é esse?” mostra realidades diferentes da nossa

No próximo domingo, dia 26, a GloboNews estreia o programa ‘GloboNews Que Mundo É Esse?’, que leva André Fran, Felipe UFO e Michel Coeli ao Curdistão para contar, em quatro episódios semanais, as inacreditáveis histórias sobre os curdos, o maior povo do mundo sem uma nação. São mais de 30 milhões de pessoas que buscam sua independência e o reconhecimento de seus direitos e hoje vivem entre a Síria, Irã, Armênia, Turquia e Iraque.

Terroristas, refugiados, vítimas de genocídio, guerreiros da liberdade. Cenas de violência, lutas e manifestações que levam o público a questionar: que mundo é esse? Paralelamente à exibição do programa, o canal promove uma exposição no Jardim Botânico do Rio de Janeiro, com fotos feitas por Michel Coeli durante a viagem. A exposição fica em cartaz até o dia 24 de agosto.

O projeto ‘GloboNews Que Mundo É Esse?’ tem o objetivo de mostrar as realidades mais polêmicas e surreais do mundo caótico em que vivemos. Nesta jornada, ao longo dos 15 dias de viagem, o trio testemunha questões importantes da história dos curdos. Na Turquia, onde a viagem começa, registram o momento em que o partido pró-curdo conquista, pela primeira vez, o direito de ter representantes no Parlamento. Para comemorar, a população sai às ruas da capital extraoficial do Curdistão Turco, em uma celebração digna de final de Copa do Mundo.

DESCRICÃO AQUI
Michel Coeli, Felipe UFO e André Fran no Curdistão. Crédito: Globo/ Michel Coeli

Continuar lendo Novo programa da GloboNews “Que mundo é esse?” mostra realidades diferentes da nossa

Junho foi o mês mais quente registrado na história, indica órgão dos EUA

foto_tempoO mês de junho foi o mais quente já registrado no planeta, se unindo a março e maio de 2015, que também bateram recordes de calor, para consolidar o primeiro semestre como a metade de ano com temperaturas mais altas desde quando os dados começaram a ser coletados.

A Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera dos Estados Unidos (NOAA) publicou nesta segunda-feira (data local) os dados relativos a junho, que vão na mesma linha dos registrados pela Agência Espacial Americana (Nasa) e a Agência Meteorológica do Japão (JMA), que também indicaram o calor de junho como recorde.

Continuar lendo Junho foi o mês mais quente registrado na história, indica órgão dos EUA

Primeiro semestre de 2015 foi o mais quente já registrado no mundo

Relatório mostra que a média de temperatura global da primeira metade do ano foi 0,85ºC maior que o normal
thumb-99488-calor-resized
Foto: Arquivo Geografia Onne

Está aberta a temporada de quebra de recordes na temperatura média global. Depois de 2014 bater o recorde de ano mais quente já registrado, 2015 se prepara para ser ainda mais quente. Segundo novo relatório publicado nesta segunda-feira (20) pela NOAA, a agência americana que estuda os oceanos e a atmosfera, a primeira metade de 2015 registrou a maior tempeatura desde o início das medições, há 136 anos.

 

De acordo com a NOAA, o primeiro semestre do ano foi 0,85ºC mais quente do que a média do século XX. Isso significa a quebra de recordes em quase todos os quesitos. 2015 é, até o momento, o ano mais quente na temperatura em terra, no mar e no Hemisfério Norte. Só fica em segundo lugar na temperatura do Hemisfério Sul – perde para 2010, que foi um ano particularmente quente por aqui.

Continuar lendo Primeiro semestre de 2015 foi o mais quente já registrado no mundo

Exposição mostra a rotina dos curdos e pergunta ‘Que Mundo É Esse?’

André Fran, Felipe UFO e Michel Coeli foram até o Curdistão.
Mostra estreia na quinta (23) e fica em cartaz até 24 de agosto, no Rio.

André Fran, Felipe UFO e Michel Coeli fizeram uma viagem pelo Curdistão, um país que não existe, para gravar os quatro episódios do programa “Que Mundo É Esse?”, que estreia no próximo domingo (26), às 23h, na GloboNews. Em foco, está a história dos curdos, o maior povo do mundo sem uma nação.

Durante o processo, as lentes de Michel captaram imagens lindas e raras do vasto território curdo e de sua gente, registrando situações e personagens ligados a temas cruciais da atualidade.

Continuar lendo Exposição mostra a rotina dos curdos e pergunta ‘Que Mundo É Esse?’