Todos os posts de Geografia Onne

Atualidades que podem cair no Enem e no Vestibular 2018

images_landing_page_389982_quiz-atualidades-ucpel

Para prestar qualquer tipo de concurso é preciso estar bem informado.

Mas com tanta coisa para estudar nem sempre você consegue tempo para acompanhar as notícias. Por isso, selecionamos as atualidades do Brasil e do mundo que, com certeza, estarão presentes em alguma questão do Enem ou do vestibular, ou mesmo como tema de redação.

Atualidades no Brasil

1. Reforma trabalhista

Reforma trabalhista

No dia 11 de novembro de 2017 entrou em vigor a reforma trabalhista, cujo projeto de lei havia sido sancionado em julho pelo presidente Temer. As principais alterações consideram que:

  • Férias: podem ser divididas em até 3 vezes (antes havia a possibilidade de serem divididas em até 2 vezes)
  • Jornada de trabalho: até 12 horas diárias (antes, 8)
  • Grávidas e lactantes: podem trabalhar em locais que apresentem graus médio e leve de insalubridade (antes estavam proibidas dessa condição)
  • Tempo de deslocação: o tempo gasto para chegar ao trabalho por aqueles que têm dificuldades com meios de transporte em decorrência da falta de acesso não é contado como hora de trabalho (antes era).

Vulcão Kilaeua, no Havaí, tem erupção explosiva no cume

Defesa civil avisou que fumaça pode atrapalhar visibilidade na região.

Imagem do Serviço Geológico americano mostra fumaça sobre o Kilauea nesta quinta (Foto: Reprodução/Twitter/USGS_volcanoes)
Imagem do Serviço Geológico americano mostra fumaça sobre o Kilauea nesta quinta (Foto: Reprodução/Twitter/USGS_volcanoes)

O vulcão Kilaeua, no Havaí, teve uma erupção explosiva em seu cume, lançando uma coluna de fumaça para o alto na manhã desta quinta-feira (17), pela hora local. A defesa civil local advertiu que a fumaça irá cobrir a área ao redor da montanha e que motoristas que sejam surpreendidos pelas cinzas devem parar seus veículos e esperar que a visibilidade melhore.

Nesta quarta, o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês) havia elevado para alerta vermelho o nível de erupção do vulcão, que na última semana provocou a retirada de centenas de pessoas de seus lares.

Um nível de alerta vermelho significa que “uma grande erupção vulcânica é iminente, está acontecendo ou se presume”.

Coreia do Norte diz que não vai conversar com ‘incompetente’ Sul a menos que diferenças sejam resolvidas

Pyongyang, que vinha se aproximando de Seul e Washington, adotou mudança drástica de discurso esta semana citando como motivo treino militar conjunto de americanos e sul-coreanos

1515467044_666966_1515467302_noticia_normal_recorte1
Chefe da delegação norte-coreana, Ri Son Gwon (esquerda) aperta a mão de seu homólogo sul-coreano Cho Myoung-gyon durante a reunião na área desmilitarizada de Panmunjom, em janeiro (Foto: Yonhap via REUTERS)

O principal negociador da Coreia do Norte chamou nesta quinta-feira (17) o governo sul-coreano de “ignorante e incompetente”, denunciou os exercícios aéreos realizados por Coreia do Sul e Estados Unidos, e ameaçou interromper todas as negociações com o vizinho do sul a menos que suas exigências sejam atendidas.

Os comentários de Ri Son Gwon, presidente do norte-coreano Comitê para Reunificação Pacífica, foram os mais recentes em uma série de declarações inflamadas marcando uma mudança drástica de tom após meses de alívio das tensões, com planos de desnuclearização e uma cúpula marcada com os Estados Unidos.

Ri criticou o Sul por participar dos exercícios militares, bem como por permitir que “escória humana” falasse em sua Assembleia Nacional, segundo a agência de notícias norte-coreana KCNA.

“A menos que a grave situação que levou à suspensão das negociações de alto nível entre norte e sul seja resolvida, nunca será fácil sentar-se frente a frente novamente com o atual regime da Coreia do sul”, disse o comunicado, sem dar detalhes.

Cientistas advertem para risco de erupção em grande escala de vulcão no Havaí

 Níveis de lava dentro da cratera estão diminuindo, o que poderia ser o prelúdio de uma grande erupção. Vulcão Kilauea está em atividade há vários dias.

Governo do Havaí alerta para retirada em massa por conta da erupção do vulcão Kilauea
Foto do dia 9 de maio mostra lava do vulcão Kilauea na área de East Rift Zone, no Havaí (Foto: Cindy Ellen Russell/Honolulu Star-Advertiser via AP)

Governo do Havaí alerta para retirada em massa por conta da erupção do vulcão Kilauea

Cientistas alertaram nesta sexta-feira (11) para o risco de uma erupção em grande escala do vulcão Kilauea do Havaí, que está em atividade há vários dias.

A erupção começou na semana passada no arquipélago americano e agora está ainda mais intensa, informou o Serviço de Parques Nacionais, que nesta sexta decidiu fechar o parque em que se localiza o vulcão.

Parque nacional do Havaí fecha com medo de erupção vulcânica
Parque nacional do Havaí fecha com medo de erupção vulcânica “explosiva”

 

De acordo com os cientistas, os níveis de lava dentro da cratera estão diminuindo, o que poderia ser o prelúdio de uma grande erupção, afirmou a geofísica Ingrid Johanson, do Centro Geológico dos Estados Unidos (USGS), ao jornal Los Angeles Times.

O cientista Donald Swanson, também da USGS, disse que a água poderia começar a mesclar-se com o magma e gerar vapor. E se o vapor provocar um aumento da pressão, “isto pode provocar repentinamente uma explosão”.

Continuar lendo Cientistas advertem para risco de erupção em grande escala de vulcão no Havaí

Sauditas e japoneses planejam maior projeto de energia solar do mundo

A Arábia Saudita e a japonesa SoftBank Group assinaram um memorando de entendimento para construir um projeto de desenvolvimento de energia solar de US$ 200 bilhões que é exponencialmente maior do que qualquer outro projeto.

O fundador da SoftBank, Masayoshi Son, conhecido por financiar empreendimentos ambiciosos, apresentou o projeto na terça-feira (27) em Nova York em uma cerimônia com o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed Bin Salman.

O poderoso herdeiro do trono do maior exportador de petróleo bruto do mundo pretende diversificar a economia do país e reduzir a dependência do petróleo.

O acordo é o mais novo de uma série de anúncios surpreendentes da Arábia Saudita prometendo expandir o acesso do país a energias renováveis. Durante anos, o reino tentou criar uma base de energia limpa, mas só em 2017 os ministros avançaram com os primeiros projetos, buscando ofertas para uma usina de 300 megawatts em outubro.

Com 200 gigawatts, o projeto da SoftBank para o deserto saudita seria cerca de cem vezes maior do que o segundo maior projeto proposto até agora e forneceria um terço a mais do que a indústria fotovoltaica global forneceu no ano passado, segundo dados compilados pela Bloomberg New Energy Finance.

“É um grande passo na história da humanidade”, disse o príncipe Mohammed. “É algo audaz, arriscado e esperamos ter sucesso.”

Continuar lendo Sauditas e japoneses planejam maior projeto de energia solar do mundo

Portugal atrai 31% mais alunos do Brasil | Enem

Universidade de Coimbra, em Portugal
Universidade de Coimbra, em Portugal

Quando pôs os pés em Portugal, Ludmilla Blaschikoff, de 26 anos, tropeçou na língua. Mas não demorou para que a jovem, de Manaus, se acostumasse ao chiado do sotaque lusitano. Quatro anos após cruzar o Atlântico, a estudante, uma das primeiras brasileiras a entrar em um curso superior no país com a nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), comemora o fim da graduação em Biologia e já engatou um mestrado.

Ludmilla viu os corredores da Universidade de Coimbra, onde fez a licenciatura, se encherem de conterrâneos. “No início, os portugueses tinham mais curiosidade de conversar comigo porque não era comum ter brasileiros na universidade. No último ano, já não via muito esse interesse.”

A percepção da jovem pode ser traduzida em estatísticas. Em três anos, o total de brasileiros em graduações em Portugal cresceu 31%, segundo dados da Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência, órgão do governo português. No ano letivo de 2016/2017, último dado disponível, foram 4.901 ingressantes brasileiros em instituições de ensino superior portuguesas para licenciaturas (como são chamadas os bacharelados) ou mestrados integrados (cursos de 5 anos, como os de Engenharia e Arquitetura).

A quantidade só não é maior do que a registrada no ano letivo de 2012/2013, quando o Brasil ainda não vivia crise econômica e exportava centenas de universitários ao país pelo Ciência sem Fronteiras, programa de intercâmbios do governo federal. Em 2013, Portugal foi excluído do programa, o que fez com que o número caísse (veja mais acima). Hoje, brasileiros são maioria entre os estrangeiros em Portugal – mais até do que os vizinhos espanhóis.

A facilidade de ingresso – com a nota do Enem – ajuda a explicar o fenômeno. Em 2014, um decreto português passou a regulamentar a entrada de estrangeiros para cursos completos de graduação no país. E, depois disso, o Brasil fez parcerias com universidades de Portugal para que o desempenho no exame seja usado como critério de seleção.

Continuar lendo Portugal atrai 31% mais alunos do Brasil | Enem

Califórnia passa a exigir energia solar em novas residências

painel-de-energia-solar-da-renova-green-1471386376072_615x300
Painel Solar instalado em residência (Reprodução)

 

A Califórnia acaba de emitir o sinal mais claro de que a geração de energia em telhados está deixando de ser um nicho do mercado e se tornando a norma.

Na quarta-feira (9), o estado se tornou o primeiro dos EUA a exigir painéis solares em quase todas as novas residências. A maioria das novas unidades construídas após 1º de janeiro de 2020 será obrigada a incluir sistemas solares como parte dos padrões adotados pela Comissão de Energia da Califórnia.

Embora seja um impulso para a indústria solar, os críticos alertaram que a medida também elevará em quase US$ 10 mil o custo de comprar uma casa. As ações da Solar subiram com a decisão. As ações das construtoras residenciais caíram.

A medida ressalta como os painéis solares de telhado, que antigamente eram um luxo reservado às casas de proprietários ricos com tendências ecológicas, estão se tornando uma fonte de energia convencional, com a Califórnia –o maior mercado de energia solar do país– abrindo o caminho.

Continuar lendo Califórnia passa a exigir energia solar em novas residências