Arquivo da tag: Astronomia

‘Duende’, o objeto descoberto nos confins do Sistema Solar que aponta para a existência do ‘Planeta X’

'Duende', ou 'Goblin', é considerado um indicador da existência do hipotético 'Planeta X'
‘Duende’, ou ‘Goblin’, é considerado um indicador da existência do hipotético ‘Planeta X’

 

Cientistas encontraram novas evidências de que o nono planeta do Sistema Solar, que há anos eles buscam identificar, pode de fato existir.

A órbita do planeta-anão “2015 TG387” ou o “Duende”, cuja descoberta foi anunciada terça-feira pelo Centro de Planetas Pequenos da União Astronômica Internacional, pode ser a chave para se chegar ao chamado “Planeta 9” ou “Planeta X”, que ficaria muito depois de Plutão (que, aliás, deixou de ser considerado um planeta em 2006 e foi reclassificado como planeta-anão).

O anúncio foi feito após três anos de pesquisa com a ajuda do telescópio japonês Subaru, localizado no Havaí, nos Estados Unidos.

E revela que a órbita do novo objeto, que está muito longe do Sol, sustenta a ideia da existência de um planeta ainda mais distante e maior, uma “superterra”.

Planeta X, um gigante no radar

Os cientistas afirmam que o “Duende” seria um pequeno indicador da presença do hipotético “Planeta X”, um gigante que eles acreditam existir nos confins do Sistema Solar.

Mas por que um objeto-anão funciona como sinalizador da existência de um corpo celeste imenso?

Nasa

Objetos estariam para além de Plutão, que a União Astronômica Internacional deixou de considerar planeta em 2006

O estudo que localizou o pequeno planeta de cerca de 300 km de diâmetro ficou a cargo do Instituto Carnegie para a Ciência, da Universidade do Norte do Arizona e da Universidade do Havaí.

O Duende – ou Goblin, em inglês – está 2,3 mil vezes mais distante do Sol do que a Terra e aproximadamente duas vezes e meia mais longe do que Plutão está do Sol.

Como resultado, o planeta-anão leva mais de 40 mil anos para dar uma volta ao redor do nosso astro.

E os cientistas estimam que sua lentidão pode se dever à “proximidade” de outro corpo muito maior que ele.

Influência

O Duende é um dos poucos objetos conhecidos que nunca chegam perto o suficiente dos planetas gigantes do Sistema Solar, como Netuno e Júpiter, para ter interações gravitacionais significativas com eles.

Sua longa órbita, como a de outros dois objetos parecidos descobertos em 2014, parece estar influenciada pela gravidade de um outro objeto, que pode ser 10 vezes maior que a Terra.

Reuters

O Planeta 9 é descrito como uma ‘superterra’ que está para além da órbita de Plutão

Este objeto supermassivo seria o chamado “Planeta X” ou “Planeta 9”.

Os cientistas descobriram o Duende, inclusive, enquanto estavam em busca desse planeta.

Objetos distantes

Segundo o Instituto Carnegie, a pesquisa que resultou na descoberta é “a maior e mais profunda já realizada em objetos distantes do Sistema Solar”.

“Esses objetos distantes (como o Duende) são como as migalhas de pão que nos levam ao Planeta X”, disse o chefe do estudo, Scott Sheppard, da Carnegie, em um comunicado.

“Quanto mais pudermos encontrar, melhor poderemos entender o Sistema Solar externo e o possível planeta que acreditamos estar moldando suas órbitas”, acrescentou.

Sheppard afirma que “essas descobertas redefiniriam nosso conhecimento da evolução do Sistema Solar”.

O astrônomo David Tholen, da Universidade do Havaí, complementa: “Achamos que poderia haver milhares de pequenos corpos como o TG387 2015 nas margens do Sistema Solar, mas a distância deles torna muito difícil encontrá-los”.

 

© Copyright Clube de Astronomia Órion / Prof. Henrique D. F. Souza / UOL / Roberto Candanosa / Scott Sheppard / Carnegie

AO VIVO: Eclipse Lunar Total de 27 de julho de 2018

ao vivo eclipse lunar julho 2018

Venha assistir ao eclipse lunar ao vivo, com imagens em tempo real de um observatório astronômico

Finalmente chegou o dia tão esperado. Hoje acontece o Eclipse Lunar Total mais longo do século, e mesmo que o tempo esteja nublado, você ainda poderá acompanhar tudo ao vivo, aqui em nosso site!

O Eclipse Lunar dessa sexta-feira, 27 de julho de 2018, terá início às 14h14 pelo horário de Brasília (BRT). Nesse horário, a Lua ainda estará abaixo do horizonte para todos que estiverem em território brasileiro.

O ápice do eclipse lunar acontecerá às 17h21 BRT, sendo que sua totalidade, ou seja, o momento em que a Lua ganha o famoso tom avermelhado, ocorrerá das 16h30 até às 18h13 BRT.

No Brasil o Eclipse Lunar Total poderá ser vistos em toda a costa leste do país logo após o pôr do Sol. Quem deseja observar pessoalmente, como do quintal de casa por exemplo, terá que dispor de uma visão plena do horizonte leste, que é onde a Lua irá nascer já eclipsada.

visibilidade do eclipse lunar de 27 de julho 2018
Mapa de visibilidade do eclipse lunar total de 27 de julho de 2018.
Créditos: Piruliton / Wikimedia Commons / divulgação

Continuar lendo AO VIVO: Eclipse Lunar Total de 27 de julho de 2018

AO VIVO: Eclipse Solar de 26 de fevereiro de 2017

eclipse solar anular - fevereiro de 2017

Falta pouco para o tão esperado Eclipse Solar Anular de 2017!

Após longas semanas de espera e ansiedade, finalmente chegou o dia do primeiro e único Eclipse Solar Anular de 2017. Em agosto desse ano haverá um outro eclipse solar, mas será um eclipse total e não anular.

O Eclipse Solar Anular é diferente de um eclipse solar total, pois a borda do disco solar continua à mostra mesmo durante a totalidade do eclipse, o que cria um efeito conhecido como “Anel de Fogo”. E é justamente esse eclipse que acontece hoje, domingo, dia 26 de fevereiro.

eclipse solar anularEclipse solar anular registrado em 2012, no Novo México, EUA. Créditos: Colleen Pinski

No Brasil, o eclipse solar poderá ser visto parcialmente, ou seja, não haverá o efeito do anel de fogo. Por outro lado, a maior parte do Brasil poderá observar a Lua encobrindo grande parte do disco solar.

Continuar lendo AO VIVO: Eclipse Solar de 26 de fevereiro de 2017

NASA revela descoberta de 7 planetas extrassolares que podem abrigar vida

descoberta de 7 planetas que podem abrigar água e vida

Descoberta fantástica mostra que planetas na zona habitável de suas estrelas não são algo incomum!

O telescópio espacial Spitzer da NASA revelou o primeiro sistema conhecido de sete planetas do tamanho da Terra em torno de uma única estrela. Três desses planetas estão firmemente localizados na zona habitável, a área em torno da estrela mãe onde um planeta rochoso é capaz de abrigar água no estado líquido.

A descoberta estabelece um novo recorde para o maior número de planetas de zonas habitáveis encontrados em torno de uma única estrela fora do nosso Sistema Solar. Todos esses 7 planetas poderiam ter água líquida (a chave para a vida como a conhecemos) sob as condições atmosféricas corretas, mas as chances são maiores com os três exoplanetas na zona habitável.

Ilustração artística da estrela TRAPPIST-1 e seus 7 planetasIlustração artística da estrela anã ultrafria TRAPPIST-1 e seus 7 planetas.Créditos: NASA / JPL-Caltech

Tudo sobre o Eclipse Solar de 26 de fevereiro de 2017

eclipse solar anular de 26 de fevereiro de 2017

O eclipse de fevereiro poderá ser visto no Brasil? O que podemos esperar? Qual horário?

No dia 26 de fevereiro de 2017, um Eclipse Solar Anular chamará a atenção do mundo, e poderá ser visto parcialmente na maior parte da América do Sul, incluindo o Brasil!

Para que você fique por dentro de todos os detalhes sobre o tão esperado Eclipse Solar de 26 de fevereiro de 2017, preparamos uma matéria especial com perguntas e respostas, para que você tire todas as suas dúvidas, e assim, aproveite o máximo desse belíssimo evento.

O Eclipse do dia 26 de fevereiro poderá ser visto do Brasil?

Para a felicidade de muita gente, esse eclipse que acontece agora no dia 26 poderá ser visto parcialmente na maior parte do Brasil. Infelizmente, sua totalidade não poderá ser presenciada em nosso país. Para entender melhor, confira a animação abaixo:

trajetoria e visibilidade do eclipse solar de 26 de fevereiro de 2017Trajetória do Eclipse Solar em 26 de fevereiro de 2017.Créditos: A.T. Sinclair / NASA

Kepler-452b e o futuro da Terra

Imagine poder observar, de uma distância segura, o futuro longínquo da Terra, daqui a 1 bilhão ou 2 bilhões de anos — um futuro potencialmente fervilhante e inóspito, diga-se de passagem. O satélite Kepler, da Nasa, aparentemente fez algo parecido.

Concepção artística de Kepler-452b, um planeta que pode estar se superaquecendo, algo que aconterá à Terra em mais 1 bilhão de anos (Crédito: SETI Institute)

Ele descobriu um mundo um pouco maior que a Terra, em torno de uma estrela parecida com o Sol, numa órbita similar à que nosso planeta executa. Ou seja, lá, como aqui, uma volta inteira leva um ano para se completar (385 dias, para ser mais exato). A principal diferença: a estrela-mãe lá tem cerca de 6 bilhões de anos — 1,5 bilhão a mais que o Sol.

O exoplaneta, localizado a 1.400 anos-luz daqui, recebeu a designação Kepler-452b, e é uma das mais interessantes descobertas feitas durante a última atualização do catálogo de potenciais exoplanetas do satélite, recém-divulgada pela agência espacial americana.

O Kepler detecta planetas-candidatos observando pequenos eclipses causados pela passagem deles à frente de suas respectivas estrelas. Na última parcial, o catálogo de potenciais exoplanetas contava com 4.175 exemplares. A nova atualização — a primeira a levar em conta o total de dados colhidos pelo Kepler em sua missão original, entre 2009 e 2013 — adicionou cerca de 500 novos objetos.

Continuar lendo Kepler-452b e o futuro da Terra

34 imagens para você repensar completamente sua existência

34 imagens para você repensar completamente sua existência

Qual é a razão da existência humana?

Esta talvez seja a pergunta mais antiga já feita pelo homem. As imagens a seguir colocam um pouco mais de tempero nas possíveis respostas.

Quer ver? Acompanhe.

1. Esta é a Terra. Você e eu moramos aqui.

awebic-repensar-existencia-humana-1

2. E aqui é onde estamos exatamente em nossa vizinhança, o Sistema Solar

awebic-repensar-existencia-humana-2

Continuar lendo 34 imagens para você repensar completamente sua existência