Arquivo da categoria: Eclipse

AO VIVO: Eclipse Solar de 26 de fevereiro de 2017

eclipse solar anular - fevereiro de 2017

Falta pouco para o tão esperado Eclipse Solar Anular de 2017!

Após longas semanas de espera e ansiedade, finalmente chegou o dia do primeiro e único Eclipse Solar Anular de 2017. Em agosto desse ano haverá um outro eclipse solar, mas será um eclipse total e não anular.

O Eclipse Solar Anular é diferente de um eclipse solar total, pois a borda do disco solar continua à mostra mesmo durante a totalidade do eclipse, o que cria um efeito conhecido como “Anel de Fogo”. E é justamente esse eclipse que acontece hoje, domingo, dia 26 de fevereiro.

eclipse solar anularEclipse solar anular registrado em 2012, no Novo México, EUA. Créditos: Colleen Pinski

No Brasil, o eclipse solar poderá ser visto parcialmente, ou seja, não haverá o efeito do anel de fogo. Por outro lado, a maior parte do Brasil poderá observar a Lua encobrindo grande parte do disco solar.

Continuar lendo AO VIVO: Eclipse Solar de 26 de fevereiro de 2017

Tudo sobre o Eclipse Solar de 26 de fevereiro de 2017

eclipse solar anular de 26 de fevereiro de 2017

O eclipse de fevereiro poderá ser visto no Brasil? O que podemos esperar? Qual horário?

No dia 26 de fevereiro de 2017, um Eclipse Solar Anular chamará a atenção do mundo, e poderá ser visto parcialmente na maior parte da América do Sul, incluindo o Brasil!

Para que você fique por dentro de todos os detalhes sobre o tão esperado Eclipse Solar de 26 de fevereiro de 2017, preparamos uma matéria especial com perguntas e respostas, para que você tire todas as suas dúvidas, e assim, aproveite o máximo desse belíssimo evento.

O Eclipse do dia 26 de fevereiro poderá ser visto do Brasil?

Para a felicidade de muita gente, esse eclipse que acontece agora no dia 26 poderá ser visto parcialmente na maior parte do Brasil. Infelizmente, sua totalidade não poderá ser presenciada em nosso país. Para entender melhor, confira a animação abaixo:

trajetoria e visibilidade do eclipse solar de 26 de fevereiro de 2017Trajetória do Eclipse Solar em 26 de fevereiro de 2017.Créditos: A.T. Sinclair / NASA

Eclipse Lunar Total e Lua de Sangue de 04 de abril será transmitido ao vivo. Confira!

kahl-68145

Mais um belo evento astronômico vem vindo ai.
No próximo dia 04 de abril teremos o primeiro Eclipse Lunar Total (Lua de Sangue) de 2015. Esse evento pertence a Tétrade de eclipses, que são quatro eclipses lunares seguidos. Uma pena que não vai ocorrer aqui no Brasil, mas  você poderá assistir a transmissão ao vivo, aqui mesmo em nosso site, uma cortesia do Clube de Astronomia Órion e do Projeto Slooh.Este é o primeiro de dois eclipses lunares totais em 2015.

E pra tirar a dúvida e esclarecer tudo sobre esse grande evento, preparamos essa matéria especial. Confira!

Como acontece um eclipse lunar?

diferença de eclipse lunar para eclipse solar

Um eclipse lunar acontece quando a Terra se posiciona exatamente entre o Sol e a Lua, e com isso, o nosso planeta projeta uma sombra no nosso satélite natural. Essa sombra pode ser vista a partir de algumas regiões do nosso planeta, que é onde o eclipse é visível. Como a órbita da Lua é ligeiramente inclinada em relação a trajetória do Sol no céu, a Lua quase sempre passa abaixo ou acima da sombra projetada pela Terra, por isso os eclipses lunares não acontecem em todas as luas cheias.

O Eclipse Lunar do dia 04 de abril vai ser visível no Brasil? Qual horário?

O Eclipse Lunar Total de 4 de abril de 2015 será visível no oeste da América do Norte, no Pacífico, leste da Ásia, Austrália e Nova Zelândia. No Brasil, o Eclipse Lunar do dia 04 de abril será visível parcialmente. Já no extremo leste do Brasil (Alagoas, Bahia, Ceará, Pernambuco, entre outros), o eclipse não será visível.

visibilidade eclipse lunar 4 de abril de 2015
Áreas escuras não poderão observar o eclipse lunar de abril de 2015 Créditos: NASA

O eclipse lunar total do dia 4 de abril de 2015 terá início às 10h15 UTC e término às 13h44 UTC, e a totalidade do eclipse terá duração de 4 minutos e 43 segundos. O eclipse parcial terá início às 09h01 UTC (06h00 pelo horário de Brasília), e término às 14h58 UTC (11h58 pelo horário de Brasília).

Lua de Sangue do dia 04 de abril de 2015: o que isso significa?

Algumas vezes a Lua passa pela penumbra dessa sombra projetada pela Terra, o que chamamos de Eclipse Lunar Penumbral, evento quase imperceptível, pois a Lua ganha apenas um leve sombreado. Às vezes a Lua chega a passar um pouco pela sombra central, o que chamamos de Eclipse Lunar Parcial, porém, o mais raro de todos é o Eclipse Lunar Total, que também é chamado de Lua de Sangue. Na verdade, esse apelido “Lua de Sangue” não é correto, pois a Lua só ganha a coloração avermelhada em alguns casos imprevisíveis. Portanto, seria correto chamar um eclipse lunar total de Lua de Sangue apenas se ele já aconteceu, e realmente teve a famosa coloração avermelhada.

A Tétrade de Eclipses Lunares

Um Eclipse Lunar Total já é um evento raro por si só, mas o que torna esse eclipse do dia 04 de abril ainda mais especial é o fato dele fazer parte de uma tétrade de eclipses, que é quando quatro eclipses lunares totais acontecem seguidos (evento conhecido popularmente como quatro Luas de Sangue). A última vez que uma série de eclipses lunares totais aconteceu em sequência foi em 2003 e 2004, e apenas mais sete sequências como essa acontecerão no século atual.

O primeiro eclipse dessa tétrade aconteceu no dia 15 de abril de 2014, o segundo no dia 08 de outubro de 2014, o terceiro acontece agora, e o último será no dia 28 de setembro de 2015.

lunar-eclipse
Eclipse lunar

Os Eclipses Lunares Totais, ou Luas de Sangue (como são conhecidos), são vistos como eventos de má-sorte ou são correlacionados com catástrofes globais, etc… porém, trata-se apenas de um evento astronômico natural, cuja beleza é o único ingrediente para que ele seja visto com grandeza e esplendor.

Transmissão ao vivo

Como de costume, você poderá assistir a transmissão ao vivo do Eclipse Lunar Total no dia 04 de abril aqui em nosso site, uma cortesia do Clube de Astronomia Órion e do Projeto Slooh.

A transmissão ao vivo será feita a partir de vários locais em todo o mundo, com duração de aproximadamente quatro horas. A cobertura completa terá narração (em inglês) de Bob Berman, Will Gater, e Eric Edelman.

A transmissão ao vivo será exibida pelo observatório Slooh através desse link.

Em breve faremos outra matéria com links e players ao vivo de outros sites, se confirmar, teremos a transmissão ao vivo de um dos nossos parceiros brasileiro.
Conheça também o site oficial do Projeto Slooh

Fiquem atentos para mais informações a qualquer momento.

Clube de Astronomia ÓrionClube de Astronomia Órion

© Copyright Clube de Astronomia Órion / Prof. Henrique D. F. Souza

Raro alinhamento entre Sol, Lua e Terra acontece nesta sexta-feira

Eclipse solar poderá ser visto no Hemisfério Norte, Mas brasileiros poderão observar fenômeno pela internet

Na próxima sexta-feira o Hemisfério Norte poderá ver um raro alinhamento entre o Sol, a Lua e a Terra, o que vai causar um eclipse solar. De alguns locais, as pessoas poderão ver o Sol totalmente coberto pela Lua. O último fenômeno dessa importância aconteceu em 1999. O Brasil e demais países ao Sul do planeta não verão, a olho nu, o acontecimento, mas poderão acompanhar via transmissões ao vivo na internet.

Enquanto muitos amantes da astronomia já estão na expectativa, autoridades se preocupam. Como no Reino Unido, o evento acontecerá durante a hora do rush, especialistas pedem que os motoristas não se distraiam ao volante para evitar acidentes.

Quando mais ao Norte do planeta a pessoa estiver, mais o Sol ficará encoberto da sua perspectiva. No Reino Unido, por exemplo, o astro estará 84% “tapado” em Londres, 89% em Manchester, 93% em Edimburgo e 97% em Lerwick. Na capital inglesa, os moradores poderão ver o início do eclipse às 8h24 de lá (5h24 no horário de Brasília) e seu ápice às 9h31 (6h31 no horário de Brasília). A cobertura total do sol será vista apenas nas Ilhas Faroe, território que pertence à Dinamarca, e no arquipélago de Svalbard, na Noruega.

Um porta-voz da Highway Agency da Inglaterra, órgão do governo responsável pelas rodovias, pediu que os motoristas se mantenham em alerta: “ Segurança é a prioridade. Como sempre aconselhamos os motoristas a dirigir com cuidado, atentos ao clima e às condições das estradas, durante o eclipse pedimos que façam o mesmo.”

Os especialistas chamam atenção também para os perigos de se observar o eclipse a olho nu. A recomendação é que os espectadores vejam o fenômeno por meio de projeções. A organizações Royal Astronomical Society e a Society Popular Astronomy indicam o uso de métodos seguros, como óculos especiais e as chamadas Câmeras Pinhole, uma câmera fotográfica artesanal, improvisada com um espécie de caixa e que tem apenas um pequeno furo como “lente”.

 

Clube de Astronomia ÓrionClube de Astronomia Órion

© Copyright Clube de Astronomia Órion / O Globo

 

NÃO PERCA: Eclipse Solar Total No dia 20 de março de 2015

Tudo sobre o Eclipse Solar Total de 20 de março de 2015

Preparem-se! O Eclipse Solar Total do dia 20 de março de 2015 já está chegando, e por isso, preparamos essa matéria especial para você tirar todas as suas dúvidas sobre esse belíssimo fenômeno natural, que ocorre quando a Lua oculta todo o disco solar e projeta sua sombra aqui na Terra. Se você chegou aqui com dúvidas sobre o Eclipse Solar do dia 20 de março, não se preocupe: essa matéria vai te ajudar a entender tudo sobre o fenômeno.

Como acontece um Ecldiferença entre eclipse solar e eclipse lunaripse Solar?

Diferente do eclipse lunar, que é quando a Terra se alinha entre o Sol e a Lua, o eclipse solar ocorre quando a Lua passa entre a Terra e o Sol, em um alinhamento que faz com que a sombra da Lua seja projetada na Terra. Veja na imagem abaixo a diferença entre um eclipse solar e um eclipse lunar:

animação do eclipse solar total do dia 20 de março de 2015

Que horas acontece o Eclipse Solar do dia 20 de março?

Como foi dito anteriormente, o Eclipse Solar Total acontecerá no próximo dia 20 de março de 2015, e começa às 07h41 UTC, terminando às 11h50 UTC.

O Eclipse Solar Total do dia 20 de março será visível no Brasil?

Infelizmente não. Veja que o Eclipse Solar começará às 07h41 UTC, ou seja, 04h41 pelo horário de Brasília. Nesse momento, o Sol ainda não terá nascido na América, e além disso, a sombra do eclipse será projetada no extremo do hemisfério norte. Mas não se preocupe, pois teremos uma transmissão ao vivo aqui em nosso site!

De onde o Eclipse Solar Total poderá ser visto?

A totalidade do eclipse solar do dia 20 de março só poderá ser vista nas Ilhas Faroé e em Svalbard, território norueguês no Mar da Gronelândia, porém, o Eclipse Solar será visto parcialmente em toda a Europa, norte da África, Oriente Médio e noroeste da Ásia. Veja na figura abaixo qual a porcentagem do disco solar que será eclipsado de acordo com cada localidade:

visibilidade do eclipse solar total do dia 20 de março de 2015
Porcentagem (%) da ocultação do disco solar depende de cada região. A visibilidade do eclipse depende também de condições climáticas favoráveis. Créditos: TimeandDate / tradução, edição: Richard Cardial

Em Lisboa, Portugal, o Eclipse Solar será visto parcialmente, e terá início às 07h59 no horário local, com o máximo às 09h01 e o término às 10h09. Para saber o horário que o eclipse poderá ser visto em cada localidade, clique aqui.

Transmissão ao vivo

Como de costume, o Clube de Astronomia Órion vai disponibilizar a cobertura completa do Eclipse Solar Total do dia 20 de março de 2015, que será feita a partir das Ilhas Faroé, e você poderá acompanhar a totalidade desse eclipse solar no conforto de sua casa, no escritório, ou em qualquer outro lugar! Além disso, teremos ainda uma transmissão ao vivo das auroras boreais. Você não pode perder!

Curta nossa página do Facebook, assim você garante que não vai perder esse ou qualquer outro evento astronômico!

E atenção! Nunca olhe diretamente para o Sol sem uma proteção adequada. Essa pratica pode levar a cegueira parcial. E o mais importante: nunca aponte para o Sol um instrumento ótico como binóculos ou telescópios, pois isso é altamente perigoso, e pode causar cegueira permanente.

Clube de Astronomia ÓrionClube de Astronomia Órion

© Copyright Galeria do Meteorito / Clube de Astronomia Órion

Eclipse solar anelar é visto na Austrália

Fenômeno aconteceu nesta terça-feira; ESA divulgou imagens

1

A ESA (Agência Espacial Europeia) divulgou imagens de um eclipse solar visto na Austrália. O eclipse desta terça foi anelar, ou seja, o Sol apareceu na forma de um anel ao redor da Lua.

O eclipse solar aconteceu nesta terça-feira e as imagens foram feitas por equipamento de acompanhamento solar da agência europeia.

O eclipse pôde ser visto somente na Austrália e na Antártida.

O próximo eclipse solar ocorrerá no dia 23 de outubro e poderá ser observado na América do Norte e Oceano Pacífico.

Ao vivo: Transmissão do raro Eclipse Solar anelar da Antártida

eclipse_anelar_01Acontece logo mais um eclipse solar anelar, quando a Lua entra na frente do Sol mas não consegue cobrir totalmente o seu disco luminoso, deixando uma “sobra” de Sol, uma beiradinha aparente da nossa estrela em volta do disco escuro da Lua. A imagem acima mostra o ápice de um eclipse solar anelar. Lindo, não?

O evento, infelizmente, não poderá ser visto no Brasil pois começará logo depois do fim do dia, quando o Sol para nós brasileiros já estará abaixo do horizonte.

Pelo fato da Lua estar se aproximando do apogeu, o ponto mais distante na sua órbita elíptica, seu tamanho aparente não será grande o suficiente para cobrir completamente o disco solar. Um raro, eclipse fora do centro, à fase anelar durará no máximo 49 segundos. Nesse ponto auge o Sol aparecerá como um anel de fogo.

Por outro lado, um eclipse parcial do Sol com a Lua cobrindo no mínimo alguma parte do Sol será visto numa região bem mais ampla no hemisfério sul, incluindo parte da Austrália á tarde.


A observação será muito maior para o eclipse solar parcial de outubro, que será visível no Atlântico Norte  inclusive na América do Norte.

A Slooh irá transmitir as fases parciais do eclipse solar anelar a partir da Austrália (se o clima no local estiver favorável). Cobertura começará nesta madrugada, 29 de abril a partir das 3 horas (horário de Brasília). O fluxo de imagens ao vivo será acompanhado por debates (em inglês) liderados pelo anfitrião da Slooh Geoff Fox e diretor do Observatório Paul Cox.

A Slooh também irá contar com o especialista convidado Dr. Lucie Green, um colaborador da BBC e pesquisador solar no Mullard Space Science Laboratory.

ASSISTA

:: O Fenômeno

Um eclipse solar acontece quando a Lua passa na frente do Sol. A Lua e o Sol, vistos da Terra, têm tamanho aparente praticamente igual, em torno de meio grau. Por esta coincidência, é comum a Lua cobrir o disco solar num eclipse solar total.

No entanto, como a  órbita da Terra em torno do Sol é eliptica tanto quanto elíptica é a órbita da Lua ao redor da Terra, as distâncias Terra-Sol e Lua-Terra variam no tempo. Quando coincide de, num eclipse solar, a Lua estar um pouco mais longe de nós e/ou o Sol um pouco mais perto da Terra, o tamanho aparente da Lua fica ligeiramente menor que o tamanho aparente do Sol. Neste caso, a Lua deixa um “anel de fogo” aparente que corresponde à borda solar bem brilhante, contrastando com o disco escuro opaco central do nosso satélite.

É um belíssimo espetáculo!