Arquivo da categoria: Ceará

Seca. Castanhão garante abastecimento de Fortaleza só até setembro de 2016

Secretário de Recursos Hídricos, Francisco Teixeira, diz que, caso as primeiras chuvas de 2016 não deem bom aporte ao Castanhão, açude Orós reforçará abastecimento da Capital dentro de seis meses, a partir de abril

FOTO: FÁBIO LIMA
Especial
A declaração do secretário estadual dos Recursos Hídricos (SRH), Francisco Teixeira, ao O POVO é a mais esclarecedora sobre o momento hídrico de Fortaleza: “Trabalhamos em simulações e levando em conta que pode haver o pior no próximo ano. Partindo desse princípio de um aporte mínimo (de chuvas), com a água que dispomos hoje do açude Castanhão e mais a ajuda do Orós, podemos garantir o abastecimento da Região Metropolitana de Fortaleza sem medidas drásticas até setembro de 2016”. Na sequência, outra ênfase: “A partir de setembro, aí sim, podem ser adotadas medidas como o racionamento”.

Dados da Nasa mostram que seca no Brasil é pior do que se pensava

A pior seca do país nos últimos 35 anos também tem levado o Nordeste brasileiro, região maior, mas menos povoada, a perder 49 trilhões de litros de água a cada ano

Novos dados de satélite mostram que a seca no Brasil é pior do que se pensava, com o Sudeste perdendo 56 trilhões de litros de água em cada um dos últimos três anos, disse um cientista da agência espacial dos Estados Unidos (Nasa) nesta sexta-feira.
A pior seca do país nos últimos 35 anos também tem levado o Nordeste brasileiro, região maior, mas menos povoada, a perder 49 trilhões de litros de água a cada ano nos últimos três anos, comparando com os níveis normais, afirmou o hidrólogo da Nasa, Augusto Getirana.

Obras do Banco Mundial deixam comunidades do sertão do CE sem água potável

O líder comunitário Paulo Sérgio Alves; açude era para estar cheio
O líder comunitário Paulo Sérgio Alves; açude era para estar cheio

Moradores atingidos por açudes financiados pelo Banco Mundial foram reassentados sem a garantia de direitos estipulada pelas regras do órgão internacional

“Põe na boca essa água aí”, desafia Paulo Sérgio de Moraes Alves, 34, presidente da Isca (Instituição Sócio-Comunitária da Agrovila), a associação dos moradores da agrovila Gameleira. Obedeço e a língua enrola. A água é sal puro. “Agora você imagina ficar tomando banho com essa água, macho. A pele seca, cheia de ferida. Tem criança que já ficou doente”, protesta.

A revolta é maior porque foi por causa de uma obra de combate à seca que pessoas como Paulo Sérgio perderam, além de suas casas, o acesso à água potável e à luz que tinham antes do reassentamento.

Continuar lendo Obras do Banco Mundial deixam comunidades do sertão do CE sem água potável

Assentamento foi feito em “condições sub-humanas”, diz Tribunal de Contas

Área da agrovila está a 16 km aproximadamente da área urbana do município de Itapipoca
Área da agrovila está a 16 km aproximadamente da área urbana do município de Itapipoca

Pouco mais de um ano após o início do reassentamento das famílias para a agrovila Gameleira, o promotor Glaydson Alexandre, do Ministério Público de Contas do Estado do Ceará, fez uma inspeção no local, a pedido do promotor Igor Pereira Pinheiro, do Ministério Público Estadual da comarca de Trairi, município em que está localizada a agrovila.

O resultado da visita foi uma representação no Tribunal de Contas do Estado contra a SRH (Secretaria de Recursos Humanos) e contra a EIT, empresa que construiu o açude e a agrovila.

Continuar lendo Assentamento foi feito em “condições sub-humanas”, diz Tribunal de Contas

Grupo é preso por aplicar golpe do poço profundo

Em meio a escassez de chuva na Região Jaguaribana, quatro pessoas faturaram mais de R$ 30 mil enganando agricultores em busca de água

Quatro pessoas foram presas suspeitas de envolvimento no golpe do poço profundo, no município de Jaguaribe, a 291 quilômetros de Fortaleza. Segundo a Polícia, a quadrilha se aproveitou da escassez de chuva e enganou mais de 40 pessoas, a maioria agricultores, lucrando mais de R$ 30 mil com a ação criminosa, em menos de duas semanas.
De acordo com informações da plantonista da Delegacia Regional de Jaguaribe, delegada Mary Cavalcante, a Polícia recebeu denúncias de pessoas que foram vítimas do golpe. “A gente recebeu a denúncia de que quatro pessoas estariam cobrando R$ 800 para fazer a escavação de poços profundos em Jaguaribe” explicou.
A Polícia foi até o local e abordou os quatro quando realizavam a marcação dos poços. Ainda segundo a delegada, após a constatação do golpe e prisão dos suspeitos, os policiais foram até a pousada onde o grupo estava hospedado há dois dias.
No local foram apreendidos R$ 10 mil em espécie (que seriam de vítimas), um automóvel, anotações e documentos que comprovariam o crime. “Eles entregavam aos agricultores um recibo e demarcavam o local onde seria construído o poço. Eles enganavam dizendo que a obra seria feita pelo Dnocs (Departamento Nacional de Obras Contra as Secas). Mas, o Dnocs não pode cobrar pelo benefício”, comenta.
As vítimas pagavam um valor que variava entre R$ 800 a R$ 1.200, dependendo do poço e do local. Segundo o tenente PM Rivelino Veiga, um poço em Jaguaribe custa em média R$ 20 mil. Durante o depoimento, a quadrilha relatou que 41 pessoas pagaram para ter os poços profundos. Segundo a Polícia, um dos presos seria funcionário do Dnocs e trabalhava marcando os locais de poços profundos.
De acordo com o escrivão Alexandre Meireles foram detidos Francisco Marques de Sousa, 53, Francisca Eloisa Antunes Pereira, 45, Antônio Wilson Ferreira da Silva, 69, e José Maria Silva Valente, 57. Os suspeitos foram autuados em flagrante por estelionato, formação de quadrilha e corrupção, sendo o último crime apenas para Francisco Marques, por utilizar um cargo público para aplicar golpes.
“O funcionário disse que apenas fazia a marcação, mas que não sabia como esses poços seriam feitos. Isso ocorria desde a semana passada, mas só chegou ao nosso conhecimento hoje, quando eles chegavam a um sítio em Jaguaribe para fazer mais uma marcação do local”, explicou a delegada plantonista de Jaguaribe.

© Copyright O POVO

Continuar lendo Grupo é preso por aplicar golpe do poço profundo

CED abre inscrições para Curso de Robótica Educacional e Olimpíada de Robótica

 

topocurso

O Centro de Educação a Distância do Ceará (CED) está com inscrições abertas até dia 28 de março para o curso de Robótica Educacional. Na sua terceira edição, a formação conta com professores da Universidade Federal do Ceará no processo formativo. O curso é voltado para professores e estudantes da rede pública de ensino, a proposta é contribuir para o desenvolvimento de uma Educação Básica de qualidade que incentive o interesse pela ciência e tecnologia. Além disso, a formação busca fornecer aos cursistas uma visão mais aprofundada sobre a Robótica tanto nos seus aspectos teóricos, como práticos e observacionais.

Esse conhecimento capacitará professores e estudantes para potencializar a inserção da lógica na forma de algoritmos e robótica dentro das atividades curriculares do ensino.

Realize sua inscrição clicando aqui.
Para acessar o edital clique aqui.

Cronograma de Datas

ETAPAS DATAS LOCAL
Período de Inscrições 2/03/2015 a 28/03/2015 www.ced.seduc.ce.gov.br
Resultado da Seleção

31/03/2015

www.ced.seduc.ce.gov.br
1º encontro presencial

11/04/2015

CED
2º encontro presencial

25/04/2015

CED
3º encontro presencial

16/05/2015

CED
4º encontro presencial

13/06/2015

CED
5º encontro presencial (Olimpíada)

27/06/2015

CED

 

Copyright Prof. Henrique D. F. Souza / CED

Ceará receberá Polo de Inovação para investimento tecnológico

Um dos cinco polos de inovação a serem implantados no País funcionará no Instituto Federal do Ceará (IFCE)

Concurso-IFCE-2012-inscricoes-vagas1

O Ceará receberá um dos cinco novos polos de inovação a serem criados no País, para execução de planos de desenvolvimento tecnológico.

O equipamento será implantado pelo Instituto Federal do Ceará (IFCE), na área de “Sistemas Embarcados e Mobilidade Digital”, e funcionará como campus, com estrutura própria.

O anúncio foi feito pelo reitor Virgílio Araripe nesta quarta-feira, 4, após aprovação da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), gestora nacional dos polos. Com a implantação do equipamento, o Instituto poderá realizar parceria com empresas do setor industrial.

Os institutos federais credenciados terão compromisso com a Embraprii por períodos de três ou seis anos, dependendo da modalidade de operação pretendida, para o desenvolvimento de projetos de inovação.

Para o reitor Virgílio Araripe, o polo deve contribuir para o desenvolvimento do Estado. “Essa conquista também é um reconhecimento à alta qualificação dos nossos pesquisadores. Certamente, o polo de inovação será um equipamento que vai contribuir bastante para o desenvolvimento do Estado do Ceará”.

De acordo com informações repassadas pelo Instituto, o objetivo com a nova implantação é elevar o investimento percentual em inovação e o nível de produtividade de indústrias clientes, além de contribuir para empreendedorismo entre os alunos.

 

© Copyright O Povo