Rússia anuncia fim de aliança com Estação Espacial Internacional, e quer sua própria base no espaço

rússia vai fazer sua própria estação espacial
Uma nova ‘corrida espacial’ está a caminho?

A agência espacial russa Roscosmos anunciou planos de separação da parceria com os EUA na Estação Espacial Internacional (ISS), e disse ainda que pretende lançar três módulos para formar um novo posto orbital independente.

O anúncio foi feito por um conselho de planejamento sênior, que informou ainda que o fim da parceria entre Rússia e EUA deverá acontecer somente em 2024. A Estação Espacial Internacional é um programa que tem o apoio de vários países, mas o casamento de longa data entre os russos e os estadunidenses no âmbito espacial está prestes a terminar, principalmente por conta das tensões econômicas e políticas decorrentes da invasão da Crimea, na Ucrânia.

A decisão da Rússia de acabar com a parceira na ISS também pressiona a posição de outros parceiros, como Europa, Japão e Canadá, que ainda não se posicionaram sobre o assunto. Por outro lado, Chris Hadfield, astronauta e ex-comandante da ISS se posicionou sobre o assunto: -“Esta é uma excelente notícia, especialmente quando se ler entre a retórica. A ISS é um símbolo mundial chave”.

Assim que a Rússia sair da ISS, ela pretende reposicionar três de seus módulos para formar a base de um novo posto orbital, que será planejado e operado “aparentemente” sem o apoio de nenhum outro país. Em parte, a Rússia pretende utilizar sua estação espacial como um degrau para novas expedições à Lua, segundo tradução de um comunicado da Roscosmos em seu website.

Yuri Koptev, presidente do Conselho Científico e Técnico da Roscosmos, e ex-chefe da agência espacial russa, disse que o estudo detalhado e as decisões finais devem ser revelados após novas reuniões, e que o mais importante é o fato do Conselho ter aprovado o projeto básico de vôo espacial tripulado até 2025.

Imagem do ônibus espacial Endeavour acoplado com a ISS (à esquerda), e o ATV europeu (à direita). Créditos: NASA

De acordo com a revista Times Moscow, o programa espacial russo está recebendo investimentos pesados do governo do presidente Vladimir Putin: 1,8 trilhão de rublos (cerca de 29 bilhões de dólares) foi prometido para cobrir atividades espaciais até 2020. Ao que parece, Putin é um visionário quando o assunto é exploração espacial. Por outro lado, não foi anunciado qualquer orçamento para os planos da Rússia com relação a sua estação espacial independente.

O módulo russo Zarya, lançado em 1988, foi o bloco de construção da Estação Espacial Internacional. Zvezda, lançado dois anos mais tarde, serve como módulo de controle do posto avançado. A NASA construiu a parte exterior da estação, seus sistemas de energia, refrigeração e comunicação, assim como os módulos laboratoriais em acordo com a Europa e o Japão. O Canadá possui o braço robótico da ISS.

Todos os parceiros têm sido dependentes da Rússia para enviar tripulantes para a ISS desde que a NASA aposentou sua frota de ônibus espaciais. Os EUA, pensando nisso, estão preparando um novo programa para enviar tripulantes novamente a partir de 2017.

Com a saída da Rússia na parceria da Estação Espacial Internacional, será que uma nova “corrida espacial” está preste a acontecer?

Clube de Astronomia ÓrionClube de Astronomia Órion

© Copyright Galeria do Meteorito / Discovery News / Space / Roscosmos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s