Colômbia mostra nova cara ao mundo

Indicadores econômicos e sociais tornam o país um dos melhores para investimento e turismo na América Latina

Há quase duas décadas, a Colômbia passa por uma profunda transformação, que se re ete em seus indicadores sociais e econômicos. Por isso, a Marca País Colômbia está lançando uma iniciativa chamada “Lo Bueno de Colômbia”, que tem por objetivo mostrar ao resto do mundo como o país evoluiu nos últimos tempos e, assim, promover o seu turismo, as oportunidades de investimento e os seus aspectos culturais.

Em 1998, o ensino secundário atingia 85% da população. Atualmente, chega a 93%. A taxa de matrículas escolares em todos os níveis de educação era de 73,4% em 1998. Hoje, está acima de 82%. Em atenção à primeira infância, o orçamento total foi ampliado de 2,4% para 6%, e as matrículas pré-escolares ultrapassam 80%, favorecendo a cobertura de 93% no país.

Na saúde, também houve signi cativa evolução. O Sistema Geral de Previdência Social já atende 93% da população, cerca de 43,2 milhões de pessoas. Em 1998, esse índice era de apenas 59%.

REFLEXOS NA ECONOMIA
O“A economia da Colômbia cresce mais rápido do que a dos demais países da região. O ritmo vem se mantendo em 4% nos últimos cinco anos, acima da média latino-americana de 3%. Em 2013, o PIB cresceu mais de 5%, e cerca de 1 milhão de novos empregos foram criados”, diz a embaixadora da Colômbia no Brasil, Patrícia Cárdenas Santamaria. “A expectativa é de que a Colômbia cresça 4,5% ao ano nos próximos 20 anos”, completa.

Por tudo isso, o país está se tornando um dos mais atraentes para os investidores internacionais. Em 2013, registrou a entrada de US$ 15,8 bilhões, um valor recorde, que re ete aumento de 88% em relação ao ano anterior. No relatório do Banco Mundial “Doing Business Report”, a Colômbia é destacada como o terceiro país “mais amigável para fazer negócios” e o quinto do mundo em proteção ao capital estrangeiro. De acordo com pesquisa do JPMorgan, o país gura ainda como o segundo mais atrativo da América Latina para investimento.

Além disso, três das mais importantes classi cadoras de risco do mundo – Standard & Poor’s, Moody’s e Fitch Ratings – concederam à Colômbia o “Grau de Investimento”. Por sua vez, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) projeta que a Colômbia – integrante do bloco de países emergentes conhecido como Civets, ao lado de Indonésia, Vietnã, Egito, Turquia e África do Sul – será a trigésima economia mundial em 2025.

Cabe destacar ainda que o New Economics Foundation coloca a Colômbia em sexto lugar no ranking mundial de felicidade, que relaciona expectativa de vida com sustentabilidade do país.

DESTAQUE
Cabe destacar ainda que o New Economics Foundation coloca a Colômbia em sexto lugar no ranking mundial de felicidade, que relaciona expectativa de vida com sustentabilidade do país. “A atenção a itens básicos, como segurança, educação e saúde, aliada à localização geográ ca estratégica, à disponibilidade de recursos naturais e ao pujante mercado interno, são importantes propulsores dessa reformulação. Entretanto, a coragem e o carisma do povo também tornaram possível o reposicionamento econômico e social do país”, explica a embaixadora.

A melhora nesses indicadores econômicos e sociais também contribuiu para aumentar o turismo na Colômbia. De acordo com o Ministério do Comércio, Indústria e Turismo, o país recebeu mais de 2,6 milhões de visitantes em 2013, um crescimento de 119% em relação a 2007. O público é atraído, principalmente, pelas belezas naturais e festividades regionais, já que o país consta oito vezes na Lista Representativa do Patrimônio Cultural Imaterial da Unesco.

Detentora de 10% da biodiversidade do mundo, a Colômbia também reforçou as áreas de proteção ambiental. Em 1998, o Sistema Nacional de Parques Naturais respondia por 4,5% de áreas protegidas no território nacional. Em 2014, esse número aumentou para 6,9%.

MÃO DE OBRA QUALIFICADA E INOVAÇÃO
Talvez um dos símbolos mais emblemáticos dessa transformação no país seja Medellín. A cidade foi reconhecida, em 2013, como a mais inovadora do planeta, pelo e City Group e o e Wall Street Journal. “Temos uma lei pela qual 10% dos royalties coletados pela exploração dos recursos naturais não renováveis são investidos em ciência, tecnologia e inovação”, lembra a embaixadora da Colômbia.

INDICADORES SOCIAIS E ECONÔMICOS

A Colômbia é o país com a segunda maior disponibilidade de mão de obra quali cada na América Latina, tem uma das legislações trabalhistas menos complicadas e o melhor índice de exibilidade laboral na região, segundo o World Competitiveness Yearbook 2011, do International Institute for Management Development (IMD), da Suíça.

Copyright Reta Geografia – Editora Escala Ltda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s