Indústria cearense perde peso no PIB

A perda foi de 3 pontos percentuais na década de 2001 a 2011. No Brasil, no mesmo período, foi de 3,5

A indústria perdeu peso na composição do Produto Interno Bruto (PIB) do Ceará na década de 2001 a 2011. A perda foi de 3 pontos percentuais. No Brasil, no mesmo período, a perda foi de 3,5 pontos percentuais. Os dados compõem o estudo Perfil da Indústria nos Estados, divulgado ontem pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília.

Conforme o estudo, a indústria corresponde a 19,6% de todas as riquezas produzidas no Ceará em 2011. O PIB do setor no ano mais recente da pesquisa era de R$ 17,2 bilhões. Na proporção nacional, o Estado não passa de 1,8% do PIB industrial do Brasil. Na década analisada, o Estado avançou 0,2 ponto percentual.
Na região, o Ceará é o terceiro estado mais rico, com um PIB de R$ 88 bilhões. Perde para Bahia (R$ 159,9 bi) e Pernambuco (R$ 104.4 bi). O PIB cearense corresponde a 15,8% da soma das riquezas produzidas no Nordeste. No Brasil, o Ceará ocupa a posição 13ª, com 2,1% do PIB do País.
Os setores com maior participação no PIB da indústria do Ceará foram: alimentos (20,6%), couro e calçados (18,3%) e vestuário (9,1%). Juntos, representam quase metade da indústria do Ceará: 48%. Com 2,9% do universo de companhias do setor no Brasil, em 2013, o Ceará tem 14.979 empresas industriais. A maioria é de micro porte (até 9 funcionários). Elas são 67,5% do total. As pequenas (de 10 a 49 empregados) são 24,8%. Médias empresas (50 a 249) são 6,5%. Grandes são 1,2%. Estas são aquelas com 250 ou mais funcionários.
No Nordeste e no País, o cenário é semelhante. As micro são 68,2% na região e 68,7% em nível nacional. A repetição acontece também nas demais categorias. Em pequenas, Nordeste 24% e Brasil 24,2%. Nas grandes, 1,4 (NE) e 1,3% Brasil.
O País depende pouco das exportações cearenses na hora de compor sua balança comercial industrial. As indústrias cearenses pesam ínfimo 0,9% do total das exportações de industrializados do País. Mas é a indústria a responsável por 76,6% das exportações do Ceará. Os produtos manufaturados equivalem a 58,2% das exportações do Estado.
O setor mais importante nas exportações cearenses é a preparação de couros e fabricação de artefatos de couro, artigos para viagem e calçados. Pesou 42,7% na balança do Ceará em 2013. O estudo da CNI foi elaborado com dados do IBGE, Secex, Aneel, MTE, Confaz, MEC e Sebrae.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s