Moradores do Acre têm medo de terra se separar do Brasil e virar Bolívia

Parte da cidade de Brasileia pode se “descolar” do país por causa da erosão
Fonte da imagem: EmResumo Moradores do Acre têm medo de terra se separar do Brasil e virar Bolívia

A cidade acriana de Brasileia pode assistir ao “descolamento” de uma porção de suas terras à margem do Rio Acre. Uma parte do município, que abrange os bairros de Samaúna e Leonardo Barbosa, está sofrendo com a erosão do rio, em vias de perder a ligação de terra com o Brasil e se transformar uma “ilha” dentro do espaço boliviano. Até o ano passado, a faixa de terra que unia os dois bairros ao resto da cidade media 20 metros, mas uma forte chuva acabou diminuindo a largura para 18 metros.

Apesar da possibilidade, a Bolívia nunca demonstrou ter interesse em tomar posse desses bairros que se localizam na fronteira das nações, o que não diminui a preocupação de alguns moradores da região. “Vamos ter que virar tudo boliviano. O rio está comendo muita terra”, reclamou João Oliveira Magalhães, de 61 anos, que reside no local com a esposa e um filho.

O prefeito de Brasileia disse que ainda não há uma solução para o problema, mas uma medida para desacelerar o processo está sendo estudada. Caso uma enchente acabe por isolar os bairros totalmente, ele afirmou que construiria uma ponte. De acordo com o Ministério de Relações Exteriores do Brasil, os moradores podem respirar aliviados, pois o curso do Rio Acre não interfere nas fronteiras.

Via EmResumo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s